quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

O VELHO DA PRAÇA



Quando o sol se levantava, ali estava o velho.

Tinha um olhar contemplativo e doce!

Falava pouco, pausadamente , apenas escrevia...

não lamentava, nem era triste, apenas estava velho...

sentava no banco da praça e ficava olhando a vida passar.

Quanta sabedoria devia ter aquele velho...

Cabelos, mãos, rosto, marcados pelo tempo...

Parecia não esperar muito da vida, mas retratava tudo,

O que dela viveu, amou e contemplou.

Sempre, a cada dia mais tempo, ali na praça.

Observando calado, sozinho, e escrevendo.

Quem sabe ele tivesse medo que o amanhã não acontecesse?

Ou que o sol não mais o aquecesse?

Para o velho da praça cada dia era um poema

Que ele escrevia e guardava na sua gaveta...

E foi assim, que aquele homem desconhecido,

Depois que a vida passou e o amanhã não chegou,

Foi consagrado como um grande poeta

Pela obra que escrevera, sentado ali sozinho,

Naquele banco, o velho da praça!

ana maria

20 comentários:

ana maria disse...

OBSERVAÇÃO:
Sempre que for feito um novo post, vocês poderão acessar aos comentários do texto anterior, pois no final colocarei, meus comentários e agradecimentos, a cada pessoa que aqui fizer seu comentário.
ana maria

Maria Tereza Cichelli disse...

Aninha,

bom dia!

vou tentar achar o endereço do big broncas

beijos

Sol & Bia disse...

olá passando pra deixar meu bom dia...
e Muitos beijinhos....Hoje vou ficar na moita curtindo mais uma noite sem dormir.Vu te mandar os endereços daonde pego imagens Beijinhos Sol.

Sol & Bia disse...

olá passando pra deixar meu bom dia...
e Muitos beijinhos....Hoje vou ficar na moita curtindo mais uma noite sem dormir.Vu te mandar os endereços daonde pego imagens Beijinhos Sol.

nildce disse...

Oi Aninha, cá estou desejando uma ótima sexta feira!!1
Não estou muito bem, vou devagar hoje.
Fique com Deus.
Bjosss.

Layla Lauar disse...

Ana Querida!

Que poema mais lindo, o mais bonito seu que já li, eu acho...emocionante por demais, sensível... nem sei como me esxpressar por palavras, só que me deu uma saudade danada do meu avô.

Beijos amiga, parabéns, está poetando lindamente.

brisa disse...

oi aninha, assim que tiver tempo mande o nome da música pra eu trocar..bjs

Mineira (Matutando...) disse...

Lindo poema, Aninha! Lindo mesmo!

Percebi que ultimamente to vivendo que nem o velho da praça, só que com uma diferença... não ando escrevendo pra ser lembrada depois, mas ando enxendo minhas gavetas com ilusões, desilusões, utopias, expectativas que sei não irão dar em nada...

Bjos

mariza disse...

olha eu aqui. e a senhorita achava que eu não viria? tava doida pra retribuir o carinho que me tem dedicado ao longo desses meses.
seu poema, muito bonito, me fez lembrar de uma prosa querida que escrevi há tempos. sobre uma praça, um banco e um homem mais velho. qualquer dia eu posto no meu blogue.
vida longa ao seu novo espaço, querida.
muito sucesso e alegria.
beijão.
mariza

Sol & Bia disse...

Mil beijinhos pra ti querida amiga.Sol

Halêh disse...

Perspectivas, visões e momentos...
Você escreveu uma linda perspectiva sobre a perspectiva de um velho! Outras pessoas tiveram a visão de um velho que nada fazia em uma praça! E o momento magistral foi a ausência do ancião em questão... Tem-se a exata noção de quão belo algo passa a ser depois de não mais existir!...
Só mesmo a poesia para nos traduzir isto em palavras!

Maria Tereza Cichelli disse...

bom dia aninha,

estou feliz por ver que muita gente gosta de vc...

beijosss

Anônimo disse...

BOM DIA QUERIDA
QUE LINDO QUANDO ASSUMIMOS AS NOSSAS BUSCAS E DESEJOS, PRINCIPALMENTE SE A ESCOLHA É EXPRESSAR ATRAVÉS DA POESIA O QUE VAI EM SUA ALMA.
ESPERO QUE ALÉM DE PRAZER, TRAGA UM OLHAR EVOLUTIVO E CREIO QUE ISSO JÁ ESTÁ ENSERIDO EM SEU CONTEXTO.
ADORO QUANDO ME VISITAS EM MEU E-MAIL, FELIZ 2008 PARA VOC^E SEU BLOG.
PAZ, LUZ E SAÚDE.
BEIJOS

paula barros disse...

Gostei do que li. Voltarei.
abraços, sucesso.

Layla Lauar disse...

Voltei para lhe

Um lindo domingo, beijos todos e + um tantão!

Layla Lauar disse...

poxa, saiu tudo errado..quis dizer voltei para reler seus poemas e lhe desejar um lindo domingo. 9sorry)

Paula Cavalcanti (Paps) disse...

Que lindo, Aninha! Cada dia mais lírica...

Estou muito feliz que vc agora tem seu cantinho. Mas para não ter risco de ser presa (lembra?), pode continuar mandando suas indignações para o pensamentices... rsrsrs... Lá todo mundo já está acostumado. E se o hômi descobrir, eu alego insanidade permanente...kkkk...

Agora, vc precisa lembrar de colocar sua homepage nos comentários do halos, logo embaixo do e-mail. Deu um trabalhão para eu encontrar seu espaço, acredita?!

Um beijo enorme e super 2008 para você!!!

sol & bia disse...

FELIZ ANO NOVO DE NOVO!!! PARA TODAS AMIGAS DESTE BLOG!!!!
(`'•.¸(`'•.¸ ¸.•'´) ¸.•'´)
« Milhões de beijos!!! pra todas vocês »
(¸.•'´(¸.•'´ `'•.¸)`' •.¸)
Sol e bia


______0___o__o__o0_0__o_o__0
_____0___o__o_o__0_0__o___o__0
____0_o___o___o__0_0___o___o__0
____00o0000o00o0o0_0o00o00oo0oo0
___o00o0o00000o000_00o0o00o0o00o0
___00000o000o000o0_000o000o0000o0
___0o00oo00o0o00o0__0000o0o0o00o00
___0o0o00000o00o0___000o0o0o0o0o00
____0o0o0000o0o0_____000o0o00o00o0
_____0000o0000________ 00o000o000
______0000000___________0000000
________00__________________00
_______00____________________00
______00______________________00
_____00_______TIM_TIM__________00
____00___FELIZ 2008______ _____ ___00
_000000________________________000000

NinhabronKas disse...

Não brigue com quem estiver muito abaixo de você. Não acrescentará nada de novo e ainda perderás na imagem, pois covarde parecerá. Melhor é orientar e ajudar aquele que tenta crescer como seu inimigo, um dia ele pode ser seu aliado.

Odylanor Havlis


Gostei desse miniuto de sabedoria, sabe aninha estou com vontade de fechar o blog lá mas caso isso aconteça pelo menos essas palavras ficarão para vc com todo carinho do mundo: Obrigada por tudo e por vc ser uma grande pessoa! Linda, generosa, humana e uma poetisa maravilhosa! Felicidades minha amiga virtual! Foi bom ter te conhecido! O meu blog é simplezinhu humildezinhu, ningúem gostou muito dele não fazer o que né? ningúem vai lá ninguem escreve nada tá largado e abandonado estou triste mesmo fazer o que né?...beijos
com todo carinho
NINHA

SOL & BIA disse...

Andar com fé
é saber que cada dia é um recomeço,
é ter certeza que os milagres acontecem
e que os sonhos podem se realizar.

Andar com fé
é saber que temos asas invisíveis,
é fazer pedidos a estrelas cadentes
e abrir as mãos para o céu.

Andar com fé é olhar sem temor
as portas do desconhecido,
ter a inocência dos olhos da criança,
a lealdade do cão,
a beleza da mão estendida
para dar e receber.

Andar com fé
é usar a força e a coragem
que habitam dentro de nós
quando tudo parece acabado.

Andar com fé
é saber que temos tudo a nosso favor,
é compartilhar as bênçãos multiplicadas,
é saber que sempre seremos surpreendidos
com presentes do Universo,
é a certeza de que o melhor sempre acontece
e que tudo aquilo que almejamos
está totalmente ao nosso alcance.

Basta só Andar com Fé !

Silvia Schmidt


BEIJINHOS DE LUZ AA MINHA AMIGA. SOL